Tudo começou em uma garagem no Vale de Silício …

A IntoActions tem raízes em duas organizações mais inovadoras em tecnologia, educação e design no mundo: Apple Inc. e a Universidade de Stanford.

 

 

Uma réplica da garagem da HP na Escola de Engenharia da Universidade de Stanford.

… pelo menos é assim que a história é contada muitas vezes … 

Das garagens do Vale de Silício nasceram as muitas grandes idéias e empresas, como: Hewlett Packard (HP), Apple Inc., e Google, para citar apenas alguns exemplos.

Reinhold Steinbeck, Diretor Executivo da IntoActions, nunca possuiu uma garagem no Vale de Silício. No entanto, há mais de 20 anos, ele trabalhou em posições de liderança com a Apple e a Universidade de Stanford nas áreas de tecnologia, educação e design. Foi com a Apple e a Universidade de Stanford onde ele se tornou infundido e entusiasmado com o espírito de inovação e empreendedorismo do Vale de Silício.

Na Universidade de Stanford, Reinhold trabalhou com o Professor Larry Leifer, Diretor do Stanford Center for Design (CDR), um dos fundadores do Design Thinking. Larry também é um dos fundadores do Hasso Plattner Institute of Design da Universidade de Stanford, também conhecido como d.school. Na Apple, Reinhold foi parte do Advanced Technology Group (ATG), liderado por Don Norman, considerado como um dos principais especialistas em design centrado no usuário.

Em 2010, Reinhold mudou para o Brasil como Professor Visitante na Universidade de São Paulo (USP), onde ele estabeleceu d-USPLeste, o Laboratório de Design, Inovação e Criatividade. Em 2012, depois de retornar à Califórnia, Reinhold fundou a IntoActions, uma empresa global em inovação com escritórios em San Francisco.

reinhold small ian small keith small
 

Saiba mais sobre os membros
de nossa equipe clicando nas fotos.

Nosso time principal

Ao cobrir uma vasta gama de habilidades profissionais e diferentes experiências nos setores privados e acadêmicos a IntoActions, junto à sua rede de associados, torna-se uma empresa posicionada de forma diferenciada no ecosistema da inovação.

Os membros do time principal da IntoActions já trabalharam no Hasso Plattner Institute of Design na Universidade de Stanford (mais conhecido como d.school), no Advanced Technology Group (ATG) da Apple, na Capgemeni London, no Stanford Center for Innovations in Learning (SCIL), e no Center for Global Entrepreneurship na Universidade de Santa Clara no Vale de Silício.

 

usp ilb2 gsbi2  me310

Nossos parceiros estratégicos

A IntoActions trabalha próxima aos principais líderes dos setores de negócios, educação e inovação social.

Na USP, considerada a melhor universidade em pesquisa da América Latina, a IntoActions trabalha com a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) e com a Faculdade de Engenharia (Poli), assim como junto ao Laboratório de Design, Inovação e Criatividade (d-USPLeste). A meta dessas colaborações estratégicas é a expansão do design thinking em toda a organização educacional.

Em 2013, a IntoActions foi um dos parceiros chave na primeira conferência de Design Thinking organizada pela Escola Politécnica (USP)

A IntoActions é uma parceira licenciada do ILB (Innovation Leadership Board), desenvolvedor da metodologia Foresight Thinking™ e líder global no projeto de ferramentas e processos que possibilitam inovações radicais. O ILB está sediado no Vale do Silício.

Foresight Thinking™ é uma abordagem, por meio de ferramentas, que dá suporte ao planejamento de longo alcance e viabiliza estratégias de inovação. Tais técnicas e ferramentas ajudam organizações a desenvolver uma cultura de inovação duradoura, capacitando as equipes com a linguagem adequada. A metodologia foi desenvolvida em colaboração com a Universidade de Stanford e Tekes, a Agência Finlandesa de Tecnologia e Inovação.

O Global Social Benefit Institute (GSBI) da Universidade de Santa Clara no Vale do Silício prepara empreendimentos sociais para os desafios do crescimento. O GSBI é um reconhecido líder global no campo da inovação social.

A IntoActions é um membro da rede do GSBI, um grupo crescente de instituições que compartilham metodologias, melhores práticas, currículos e outros recursos para lançar e operacionalizar incubadoras e aceleradoras de negócios sociais.

Continuamos a trabalhar muito próximos aos times de pesquisa e ensino do Center for Design Research (CDR) e ao Global Design Innovation Program (ME 310) da Universidade de Stanford com o intuito de estender o programa de inovação dessa universidade pelo Brasil e pela América Latina.

Quando se trata de Design Thinking, a Universidade de Stanford é o epicentro da metodologia de inovação centrada no ser humano, sendo o CDR e o programa ME 310 os principais programas da Universidade de Stanford no campo da inovação e da pesquisa em design thinking.

Durante o ano acadêmico 2013/2014, a IntoActions facilitou a colaboração entre a Universidade de Stanford e a USP como parte do programa ME 310. O parceiro corporativo para esta colaboração de 9 meses foi a Embraer.

Alguns dos nossos princípios fundamentais

Neste artigo publicado pela revista hsm management, referência na área de negócios no Brasil, Reinhold Steinbeck e Edgard Stuber relatam os desafios e as oportunidades na introdução do Design Thinking no Brasil.

A experiência lhes mostrou que para aplicar a metodologia do Design Thinking no país é extremamente relevante colocar o foco em quatro princípios fundamentais para o processo de inovação centrada no ser humano:

  1. Inovação é um fenômeno social
  2. Todo design é re-design
  3. Ambiguidade é inevitável
  4. Comunicação: torne as ideias tangíveis

 

“Este workshop de capacitação em Design Thinking foi incrível. Não só me ensinou a pensar sobre o problema que nós precisámos resolver, que é criar melhores experiências na aprendizagem das línguas. Mas também mudou a minha maneira de pensar, com relação aos diferentes tipos de experiências em resolver problemas em geral.”

Jeff Wang
Director, China Learning Initiatives
Advisor to the President
Asia Society, New York City, USA

 

Voltar ao Topo